Depois de um dia cheio, todo pet lover não vê a hora de chegar em casa e encontrar seu amigão. Então, quando chega o tão esperado momento, tudo cai por terra: o bichinho está com um intenso mau hálito que mal dá para aguentar suas lambidas. É nesse momento que você pensa sobre o que o cão pode ter. Será que está tudo bem? Será que me esqueci de algo?

A falta de higienização bucal é um dos principais motivos para o mau hálito em cães, embora também possa ser indicador de doenças nos bichinhos. Neste post vamos esclarecer as possíveis causas e tratamento do mau hálito em cães. Acompanhe!

O que causa mau hálito em cães

Observar seu cão é o primeiro passo. Se o mau hálito estiver relacionado à saúde bucal do animal você pode observar se há vermelhidão na gengiva ou pontos de sangramento. Esses sintomas são provocados pelo acúmulo de tártaro e placa bacteriana no dente dos cães, causando as doenças periodontais, bem como ocorre com humanos.

Muitas vezes, na pressa do dia a dia, o pet lover acaba esquecendo-se de fazer a higienização bucal diária do cão, e essa ausência pode levar a quadros de mau hálito e até perda de dentes e infecções mais sérias.

O acúmulo de resíduos na boca do pet sem a escovação necessária leva à colonização por bactérias, o que pode acarretar infecções em outras partes no corpo do animal. Por isso, fique atento aos sinais de mau hálito em cães.

O mau hálito também é observado em casos de coprofagia em cães. Coprofagia nada mais é do que o consumo de fezes pelos pets. Esse ato faz parte do comportamento do cão em algumas circunstâncias, como na fase de filhote em que tudo é novidade e na fase maternal.

Se isso ocorrer em outros momentos da vida do pet é bom investigar o que pode estar acontecendo. Comumente está relacionado à presença de vermes no intestino do animal. Em caso de dúvidas, consulte o veterinário.

Como tratar o mau hálito em cães

Depois de definida a origem do mau hálito no seu amiguinho é necessário tratar o problema. Separamos algumas dicas práticas para acabar de vez com o odor indesejado:

Escovação canina

Já foi mencionada anteriormente a importância da limpeza diária dos dentes do pet. Se não há escovação, o acúmulo de resíduos acontece levando ao crescimento de bactérias.

Para facilitar essa tarefa existem cremes dentais caninos com sabores atrativos ao pet, como carne e frango. O ideal é que o dono faça escovação no pet desde filhote, com reforço positivo, para que o animal associe esse momento a sensações prazerosas.

Alimentação

A alimentação tem papel crucial na saúde bucal do pet. Se seu amigo está com mau hálito, talvez escolher rações secas pode minimizar o problema, uma vez que estas rações removem de maneira considerável o acúmulo de tártaro e placas bacterianas.

Brinquedos e produtos extras

O uso de brinquedos de borracha, cordas e outros materiais podem complementar a limpeza bucal do cão. Ainda, oferecer petiscos comumente encontrados em lojas especializadas podem prevenir gengivites e outros problemas bucais. Até mesmo é possível o uso de enxaguante bucal específico para cães, mantendo a boca do animal cheirosa.

Todo pet lover se importa com a saúde e bem-estar do seu amigo. Sendo assim, é preciso estar atento aos cuidados necessários para saúde bucal do pet, sempre usando produtos de boa qualidade que garantam o correto tratamento do mau hálito em cães.

Gostou do texto? Então compartilhe em suas redes sociais para ajudar outros pet lovers no tratamento de mau hálito em cães!