Se você é um pet lover e quer levar o seu bichinho de estimação para almoçar ou jantar em um lugar especial, é preciso ficar bem atento às regras de animais em restaurantes. Além das leis gerais, nacionais, existem também as feitas por estados e municípios, e muitos deles proíbem a entrada dos nossos bichinhos nesses estabelecimentos.

Por isso, o ideal é você pesquisar se na sua cidade ou estado é permitido ou não levar o seu pet. Caso não tenha nada que fale sobre o assunto, é preciso seguir as regras nacionais. Pensando nisso, nos próximos tópicos você conhecerá quais são as 4 principais. Confira!

1. Autorização do restaurante

A primeira e mais importante regra é que o restaurante precisa liberar a entrada do seu pet. Hoje em dia é mais comum encontrar alguns estabelecimentos gastronômicos que aceitam cachorros e gatos. Contudo, existem algumas restrições, como tamanho, cartão de vacina, higiene do animal, entre outros.

Sendo assim, antes de ir a um restaurante ou bar com o seu filho de quatro patas, ligue para o local ou mande uma mensagem nas redes sociais para saber se o seu pet pode ou não entrar naquele estabelecimento.

2. Limite de animais

Uma regra importante que todo restaurante deve ter é o limite de animais permitido no estabelecimento. Esse cálculo é feito pelo próprio empresário, que deve levar em conta o tamanho do local, a quantidade de mesas e cadeiras e o espaço livre para o pet poder ficar.

Restaurante que não impõe esse limite pode tomar multas e ser responsabilizado pelos órgãos de vigilância sanitária. Levar o bichinho de estimação com você para uma saída é bom, mas as outras pessoas também precisam estar confortáveis com essa situação.

3. Animais presos

Para manter o seu bichinho de estimação em um restaurante ou bar, é necessário que ele esteja preso em uma coleira e junto a você. Não se pode deixar o pet solto por aí, uma vez que ele pode incomodar outras pessoas que visitam o estabelecimento.

4. Direito de recusar animais em restaurantes

Mesmo com a autorização dada pelo próprio restaurante, ele pode recusar que alguns animais fiquem dentro do estabelecimento — e isso pode ocorrer por diversos motivos. Os principais são a falta da carteira de vacinação, o fato de o bichinho estar sujo, ser muito bravo ou grande demais para aquele espaço.

Todas as regras são definidas pelo próprio do restaurante ou bar. Com isso, o pet lover não tem muitos direitos quando for discutir com algum empresário que não queira deixar o cachorrinho ou gatinho entrar no estabelecimento.

Para evitar qualquer problema ao ir com seu amigo de quatro patas a um restaurante, sempre o leve muito limpo, em locais mais calmos e com a vermifugação em dia.

Inclusive, a dose de inverno termina agora no mês de agosto. Então, se o seu bichinho de estimação não tomou ainda esse vermífugo, a hora é agora! O pet lover também tem que ficar atento, porque a dose de primavera já começa no mês que vem, setembro, e vai até dezembro.

Agora, pet lover, você já sabe como funciona a ida de animais em restaurantes. Se tiver restado alguma dúvida, deixe o seu comentário aqui embaixo!