Iéca!

Não é só por uma questão de saúde pública, limpeza urbana ou reflexos educacionais. Jogar e acumular lixo nas ruas, ou depositá-lo em lugares inapropriados, além de contaminar o ambiente e poluir ar, rios e ruas, afeta negativamente a saúde das pessoas e também a dos pets, como a intoxicação alimentar. Quem nunca viu o seu peludo fuçando um lixo na rua ou em casa?

Apesar de você ser aquele dono que nós gostamos – que deixa seu bichinho de estimação sempre no limpinho e no cheiroso, que o alimenta com os petiscos e rações mais gostosos, que o deixa na casinha ou caminha mais confortável e, por que não, nos cômodos da casa e nos abraços da família – não podemos negar o passado dos pets. O hábito de revirar lixos vem dos seus parentes bem antigos, como uma forma de lutarem pela sobrevivência. O olfato deles também são bem mais sensitivos que o nosso e, por isso, conseguem detectar vários odores que vêm do lixo, achando que lá é carregado de coisas e comidas bem atraentes e gostosas. Mal eles sabem do perigo!

Sabemos que muitos alimentos são tóxicos aos pets, como o chocolate, o abacate, o tomate, a cebola e o alho. Se ingeridos, principalmente quando captados do lixo, podem levar a intoxicação do animal. Produtos químicos também podem ser encontrados. Na curiosidade de ver o que tem no lixo ou na ânsia por buscar alimentos, o pet pode ingerir algum desses produtos químicos, podendo até levar a morte. Não podemos descartar os cortes e as lesões ocasionados por objetos pontiagudos, como a lata de metal e a garrafa de vidro, que podem cortar a boca ou qualquer outra parte do corpo, além dos restos de ossos, pelos quais é muito fácil do pet engasgar.

Por isso, nunca deixe, em qualquer circunstância, o seu pet vasculhar o lixo. Afaste-o dele e procure deixá-lo dentro de um balde, com tampa, evitando que o animal rasgue ou abra o saco. Desmotivação também ajuda. Quando o pet estiver perto do lixo, pronto para fuçá-lo, você pode fazer um barulho que o desconforte e o desanime. Importante que ele não te veja, assim ele não associa a ideia de mexer no lixo quando apenas diante da sua presença.

Comece a praticar!