Quem tem um pet e ama o seu melhor amigo precisa entender a importância do cinto de segurança para cachorro. Esse equipamento de segurança é fundamental para salvar a vida das pessoas no trânsito, certo? Pois com os pets não é diferente!

Dificilmente encontramos um cachorro que fique totalmente calmo e tranquilo durante as viagens de carro. Normalmente, eles ficam curiosos e atentos, e essa impaciência pode provocar acidentes por distrações do motorista.

Isso não significa que você precisa deixar o seu cão em casa. Apenas que é necessário ter alguns cuidados, como utilizar o cinto de segurança para cachorro. Quer entender isso melhor? Continue lendo e saiba por que é indicada essa medida de segurança!

Principais motivos para usar o cinco de segurança para cachorro

Proteger o animal contra um acidente

De fato, quem é pet lover precisa se preocupar com a segurança do bichinho. Imagine que você está viajando e o seu pet está solto no banco traseiro.

Qualquer freada, desvio, ou até uma curva acentuada pode fazer com que ele perca o equilíbrio e caia! Diante disso, o cinto de segurança para cachorro evita que ele fique solto, protegendo o animal de qualquer acidente.

Cumprir a legislação

Ainda não há uma lei específica que informe como deve ser o transporte de pets nos carros. Contudo, ela deixa claro como ele não deve ser feito:

  • Art. 252. Transportando pessoas, animais ou volume à sua esquerda ou entre os braços e pernas;

  • Art. 235. Conduzir pessoas, animais ou carga nas partes externas do veículo, salvo nos casos devidamente autorizados.

Evitar problemas e riscos maiores

Para você ter uma ideia, um cachorro que pesa 10 quilos, ao ser arremessado para frente durante uma colisão, passa a pesar 250 quilos. Parece exagero, mas é a pura lei da gravidade.

Quando isso acontece, ele pode tanto se machucar quanto ferir outras pessoas. Além disso, utilizar o cinto evita que o motorista desvie a sua atenção ou tire as mãos do volante para aquietar o animal.

Os tipos de cinto de segurança para cachorro

No mundo pet, há diversos tipos das mais variadas marcas, mas o que deve ser observado é a sua certificação de qualidade. Além disso, ele não pode estar preso diretamente na coleira do animal, porque assim pode estrangulá-lo.

O melhor é usar o peitoral, que permite que todo o corpo do animal seja protegido. Haverá nele um gancho, que deve ser preso ao cinto de segurança do próprio carro. Dessa forma, o cão não poderá sair do lugar.

Muito provavelmente, o bichinho não vai gostar de se sentir preso. Por isso, não deixe para testar o cinto no dia de viajar. Dê passeios menores de carro com o cachorro utilizando o cinto, antes de enfrentar viagens longas.

Enfim, como vimos, o cinto de segurança para cachorro é uma medida preventiva para proteger a saúde do seu animal, e de todos os passageiros. Logo, é muito importante escolher o cinto ideal de acordo com o porte do cão e verificar se ele tem certificação de qualidade. Assim, você garante o bem-estar e conforto do seu melhor amigo!

E aí, gostou do nosso conteúdo? Então aproveite para compartilhá-lo nas suas redes sociais para que os seus amigos pet lovers também tenham acesso a essa informação!